Skip to content

Como combater infiltrações em lajes e estruturas

Como combater infiltrações em lajes e estruturas

Como combater infiltrações em lajes e estruturas

Elas começam de forma muitas vezes silenciosa, escondida e vão aparecendo aos poucos, crescendo e criando sintomas claros de que existe um problema grave que deve ser combatido logo.

Como combater infiltrações em lajes e estruturas

Mas nem sempre combatemos rapidamente uma infiltração, seja por falta de dinheiro ou negligência, a verdade é que a maioria de nós só tomar uma atitude quando lajes e estruturas estão numa situação arriscada, e precisam de uma solução…o que pode se tornar algo ainda mais caro.

O importante é resolver o problema de infiltrações e uma dica é fazer a Impermeabilização total de lajes, estruturas, pisos e paredes, evitando que a situação se torne ainda mais séria. Confira o que é e a importância da Impermeabilização e como ela ajuda a combater infiltrações em sua casa.

O que são as infiltrações

Infiltrações em lajes e estruturas em geral podem ocorrer com certa frequência, e por isso é tão importante que a impermeabilização seja feita sempre para evitar essas complicações. Mas afinal, o que são infiltrações?

O que são as infiltrações

Toda umidade revela uma infiltração, quando a água, seja da chuva ou de um cano furado, acaba entrando em um vão ou sendo absorvida por uma estrutura. 

A porosidade de blocos e a qualidade das argamassas atuais conseguem combater até certo ponto a umidade, porém quando ela é constante, o que ocorre é um enfraquecimento da estrutura, que com o tempo pode se tornar um risco.

Um local sem cobertura por exemplo, como uma laje de uma casa sem telhado, pode com o tempo apresentar rachaduras e infiltrações por conta da água da chuva. Se não houver o cuidado de usar telhas e produto de impermeabilização, logo a laje começará a apresentar umidade.

As infiltrações começam, cada vez que chove e dependendo do tempo que o local fica encharcado, acaba havendo enfraquecimento do cimento e da laje em si, favorecendo o aparecimento de goteiras e posteriormente rachaduras e infiltrações mais severas. 

Uma boa impermeabilização evita que esse problema continue, e no mercado existem vários tipos de impermeabilizantes, cada um ideal para cada necessidade. 

O que é Impermeabilização

A impermeabilização é um processo onde se usa produtos químicos para vedar materiais porosos, de forma que ele crie uma película que protege esse material e estrutura da ação da água.

O que é Impermeabilização

A água quando em contato com materiais como blocos e cimento, se for constante, pode enfraquecer e apodrecer a estrutura a médio e até longo prazo. Casos de queda de marquises e lajes por exemplo, geralmente acontecem pela falta de manutenção e responsabilidade no cuidado com uma boa impermeabilização do local.

Em ambientes externos, o maior causador desse problemas é a chuva, que pode encharcar locais, além de, dependendo da forma como foi feita uma laje por exemplo, se houver água represada ela irá umedecendo o local e infiltrando até começar a gotejar no ambiente abaixo.

Outro causador de infiltrações são canos furados, que nesse caso pode ser ainda mais grave, já que o problema é constante e muitas vezes imperceptível. Nesse caso, além da impermeabilização, é preciso o conserto total do cano para acabar o problema. 

Basicamente há dois tipos de impermeabilizantes: os rígidos e os flexíveis. Os impermeabilizantes rígidos usam aditivos químicos diretos no local da infiltração e não pode ocorrer variações grandes de temperatura. Os locais com mais utilização desse tipo de produto são locais como subsolos e piscinas.

 Os impermeabilizantes flexíveis são a base de polímeros ou elastômeros, produtos químicos indicados para locais com variação de temperatura, além de áreas cobertas ou sem cobertura.

O uso é recomendado para trincas e rachaduras, além de paredes, pisos e lajes, como varandas e locais abertos. O impermeabilizante flexível possui vários tipos como:

  • Argamassa Polimérica;
  • Emulsão acrílica;
  • Emulsão asfáltica;
  • Hidrofugante;
  • Hidrorepelente;
  • Manta asfáltica.

A Argamassa Polimérica é como um cimento em bisnaga, um produto pronto e mais fácil de usar do que o cimento comum, que deve ser preparado com cal e água. Possui em sua composição polímeros que auxiliam no combate da umidade e infiltrações.

A Emulsão Asfáltica e a Acrílica são feitas com elastômero e devem ser aplicadas a frio. A diferença entre elas é que a Asfáltica é indicada para áreas com proteção como toldos e a Acrílica é aplicada como uma tinta comum e indicada para áreas abertas. 

O hidrofugante é um impermeabilizante indicado para fachadas de residências e até prédios, já que impede a circulação da água. Pode ser usado em telhas, blocos cerâmicos e pastilhas.

Já o Hidrorepelente possui a mesma qualidade e propriedade do Hidrofugante, porém é indicado para áreas molhadas e materiais que devem se manter secos como azulejos e pisos de banheiro. Ele isola a umidade, preenche infiltrações e ainda possui ação antibacteriana e antifúngica. 

A manta Asfáltica, uma das mais conhecidas no mercado, possui base com polímeros e aplicada em lajes e locais com reservatório de água. A cobertura é completa e oferece alta proteção. A aplicação porém da manta asfáltica é através de profissionais, já que é utilizado maçarico para fazer a fixação do produto no local e dado o acabamento necessário.

Como evitar infiltrações e Vazamentos

Para evitar problemas com infiltrações e vazamentos só existe uma saída: manutenção e estar atento na hora de construir, para que um pequeno erro não coloque em risco a qualidade da obra a longo prazo. Algumas dicas importantes:

  • Toda laje deve ter uma pequena inclinação e principalmente para onde estão os ralos, pois dessa forma a cada chuva, a água irá para o local correto para seu descarte, ao invés de represar em áreas sem caimento;
  • A laje deve sempre ter proteção, seja de telhas ou qualquer outro tipo de cobertura. A impermeabilização é fundamental para manter a prevenção a umidade e infiltrações no local;
  • Não basta ter telhas sobre a laje se elas estiverem quebradas ou soltas. É importante sempre fazer uma manutenção, observando se é necessário a troca de alguma quebrada, pois qualquer fissura pode ser a entrada de água para causar infiltrações;
  • Outra maneira de manter a impermeabilização é colocando pisos sobre a laje, mas é importante que haja a impermeabilização antes de coloca-los e logo depois sobre eles para que não haja a menor chance da água passar.