Piaui

Dono de oficina ferido em explosão não resiste e morre

Cidadeverde   10/10/2018

O estado de Francisco era considerado gravíssimo com mais de 90% do corpo queimado e queimaduras de 2° e 3° grau

Divulgação

clique para ver a foto em tamanho real

Dono de oficina ferido em explosão não resiste em morre

 

O mecânico Francisco Nascimento Correia, de 49 anos, não resistiu as queimaduras provocadas pela explosão na sua oficina mecânica em que trabalhava em Piripiri (a 157 km de Teresina) e morreu na manhã desta quarta-feira(10) no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) onde estava internado há quase dois dias.

O estado de Francisco era considerado gravíssimo com mais de 90% do corpo queimado e queimaduras de 2° e 3° grau. Ele estava internado na UTI, sedado e entubado. Um suplente de vereador, que também estava no local, teve 32% do corpo queimado,Diógenes Benício de Melo Cruz, 54 anos, continua internado no HUT com quadro estável. As queimaduras também são de 2º e 3º grau. As lesões se concentram mais na face, tronco, braços e pés.

A explosão aconteceu na última segunda-feira (08) e deixou quatro pessoas feridas. Além de Francisco e Diógenes, o filho deste e um suplente de vereador que estava no local aguardando a liberação de seu veículo foram atingidos pela explosão.

Testemunhas afirmaram que Francisco trabalhava na troca de óleo de um veículo quando ele explodiu. O filho do proprietário e outro mecânico que estavam no local tiveram ferimentos mais leves e foram liberados.

A família está no necrotério do hospital aguardando a liberação para levar o corpo para Piripiri. "A cidade recebe a notícia com muito pesar. Era um cidadão honesto, trabalhador, evangélico, um pai de família exemplar que já trabalhou trocando olhos em vários postos de combustíveis", afirmou o vice-prefeito Murieel Queiroz.

 

© 2010 Jornalista 292— Todos os direitos reservados.