PIAUÍ

Servidores da Eletrobras param atividades em protesto contra leilão

O Dia   25/07/2018

Atualmente, o quadro da distribuidora no Piauí conta com mais de 2 mil trabalhadores. Leilão da Eletrobras está marcado para amanhã.

Divulgação

clique para ver a foto em tamanho real

Servidores da Eletrobras param atividades em protesto contra leilão

 

Os serviços administrativos da Eletrobras Distribuição Piauí ficarão sem funcionar pelas próximas 48 horas em razão da paralisação dos trabalhadores da empresa. Eles protestam contra o leilão da Eletrobras, que está marcado para acontecer amanhã na Bolsa de Valores de São Paulo. A Eletrobras Piauí será colocada a leilão  com um valor simbólico de R$ 50 mil e pelo menos duas empresas internacionais (uma italiana e uma espanhola) estão na disputa.

Uma das principais críticas dos trabalhadores no Piauí é justamente sobre o valor que está sendo posto pelo Governo Federal para a empresa. Para o presidente do Sindicato dos Urbanitários, Paulo Sampaio, os R$ 50 mil iniciais que deverão ser dados pela Eletrobras Piauí não chegam nem perto do real valor de mercado que a empresa possui.

“A Cepisa está avaliada em quase R$ 5 bilhões. Temos atualmente um quadro de 2.050 empregados e mais de mil trabalhadores foram renovados por meio de concurso. Com a privatização vem a ameaça de desemprego quem sabe até o aumento dos custos do serviço, que serão repassados ao consumidor. Nossa manifestação é contra a entrega do nosso patrimônio”, pontuou Paulo Sampaio.

A paralisação de hoje e amanhã engloba todas as regionais do Piauí, mas não atinge diretamente o consumidor. Por se tratar de um serviço essencial, pelo menos 30% do atendimento está sendo mantido durante a manifestação.

Entenda

A Eletrobras Piauí entrou no pacote de privatizações do Governo Federal e após uma série de impasses, será leiloada amanhã. Ao menos quatro empresas estão na concorrência disputando as operações de energia elétrica no Estado: as brasileiras Equatorial e Energisa, a italiana Enel e a espanhola Neoenergia.

A distribuidora do Piauí é considerada uma das mais atrativas entre as seis distribuidoras da Eletrobras, ao lado da Ceal – distribuidora de Alagoas, cujo leilão foi impedido por uma decisão liminar do STF. Após a venda da Eletrobras Piauí, as demais distribuidoras deverão ser ofertadas em um leilão previsto para o próximo dia 30 de agosto.

 

© 2010 Jornalista 292— Todos os direitos reservados.