POLÍCIA

PF desarticula quadrilhas que vendiam cigarro falsificado

O Dia   05/07/2018

A Operação Conexão Delta das Américas cumpriu 26 mandados de busca e apreensão e 13 mandados de prisão no Piauí e no Ceará.

Divulgação/Polícia Federal

clique para ver a foto em tamanho real

PF desarticula quadrilhas que vendiam cigarro falsificado

 

A Polícia Federal no Piauí deflagrou na manhã desta quinta-feira (05), a Operação Conexão Delta das Américas, que desarticulou duas organizações criminosas especializadas no comércio ilegal de cigarros falsificados, contrabandeados ou irregularmente importados com atuação no Piauí, Ceará e Maranhão.

O inquérito policial foi instaurado em novembro de 2016 e a investigação revelou existência de duas organizações criminosas solidamente estruturadas e articuladas para promover a distribuição e comercialização de cigarros falsificados, contrabandeados ou importados de forma clandestina, atraindo a incidência dos delitos de organização criminosa, contrabando, facilitação ao contrabando, sonegação de tributos, corrupção ativa e passiva, prevaricação, comercialização de produtos adulterados nocivos à saúde e lavagem de dinheiro.

A ação tem como objetivo dar cumprimento à 26 mandados de busca e apreensão, 13 mandados de prisão preventiva e temporária expedidos pela subseção judiciária em Parnaíba, executados nas cidades de Parnaíba e Cocal no Piauí, Sobral e Meruoca no Ceará.

Também foi determinada a apreensão de veículos usados como meio de transporte das mercadorias ilícitas, indisponibilidade de bens imóveis e bloqueio de contas dos principais envolvidos no esquema.

O cumprimento dos mandados foi realizado em parceria com a Receita Federal e o 2º Batalhão da Polícia Militar. O nome da Operação foi inspirado na constatação de que os cigarros clandestinos negociados pelas organizações criminosas investigadas são distribuídos na região que compõe o Delta do Parnaíba.

 

© 2010 Jornalista 292— Todos os direitos reservados.