GREVE

Piauí já tem 19 cidades sem combustível nos postos, diz APPM

Cidadeverde   29/05/2018

A situação é crítica e preocupante, vários municípios hoje estão sem combustível, colocando em risco a continuidade de serviços públicos essenciais

 

O presidente da Associação Piauiense de Municípios (APPM), Gil Carlos, declarou que já existem 19 municípios do estado sem abastecimento de combustíveis e que se a situação continuar , acredita que até as próximas 48 horas, a maioria das cidades estará sem abastecimento.

“A situação é crítica e preocupante, vários municípios hoje estão sem combustível, colocando em risco a continuidade de serviços públicos essenciais. Se o problema persistir, nas próximas 48 horas, isso deve atingir a maioria dos municípios. O nosso receio é que, além de faltar combustível, também por falta de transporte, o desabastecimento alcançar a alimentação e material hospitalar”, disse o Gil Carlos.

Gil Carlos ressaltou que a orientação é de que os prefeitos procurem postos e garantam que o estoque que lá houver seja destinado exclusivamente para suprir serviços essenciais como urgência e emergência. “O transporte de paciente está crítico, bem como coleta de lixo e transporte escolar”, afirmou.

Outra medida, segundo o presidente, é para que cada gestor avalie a possibilidade de decretar estado de emergência.

"Inclusive com a apoio da população para não tenhamos uma situação de calamidade intalada. Cabe ao governo tomar medidas para amenizar a repercussão no estado", declarou.

Educação O superintendente da Secretária de Educação do Piauí, José Barros, disse que as escolas estaduais também já sentem os efeitos da greve dos caminhoneiros. "Algumas escolas já colocam necessidade de gás de cozinha, ausência de cereais. Orientamos que toda a rede continuem funcionando normalmente. Há de fato a preocupação. Se não houver uma solução a gente pode ter o ano letivo comprometido. Hoje ainda não temos problema", declarou.

 

© 2010 Jornalista 292— Todos os direitos reservados.