POLÍCIA

"Justiça não vai tardar", diz mãe de homem morto na Zona Norte de Teresina

G1   23/01/2018

Dineuza de Araújo disse que filho era sofria ameaças de morte. Adolescente também foi assassinada.

 

A mãe de Gabriel Elias de Araújo Rosa, de 18 anos, morto neste domingo (21), no conjunto Dilma Rousseff, na Zona Norte de Teresina, considerou uma injustiça a morte do filho. Dineuza de Araújo foi a Central de Flagrantes registrar um Boletim de Ocorrência para tratar da investigação a respeito da morte do filho. O corpo do jovem foi levado do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) para o Instituto de Medicina Legal (IML) no começo da noite desta segunda (22).

Dineuza de Araújo disse que o filho era usuário de drogas e sofria ameaças de morte. Ela lamentou que uma pessoa inocente pode ter sido morta por estar com o filho dela. "Eu acho uma injustiça, como mataram meu filho. A justiça de Deus não vai tardar para meu filho. Assim como para ela também não vai tardar", disse a mulher, que é deficiente visual.

A adolescente Maria Gabrielly Machado Mota, 15 anos, e namorado Gabriel Elias de Araújo Rosa, 18 anos, foram mortos na noite desse domingo (21) no conjunto Dilma Rousseff, Zona Norte de Teresina. O crime aconteceu na noite de domingo (21) por volta de 21h30, quando o casal estava junto em uma avenida do conjunto Dilma Rousseff. Os dois foram abordados por um homem, que sacou uma arma e atirou contra os dois.

A garota foi atingida por um único disparo e o namorado levou tiros na perna, no abdômen e nas costas. O casal foi socorrido e levado para o Hospital de Urgências de Teresina, mas não resistiu aos ferimentos. O rapaz foi internado no Hospital de Urgência de Teresina e morreu hoje por volta das 5h50, de acordo com a unidade de saúde. 

 

© 2010 Jornalista 292— Todos os direitos reservados.