PICOS

Juiz do Trabalho determina prazo para o Município efetuar o pagamento dos salários aos Servidores da Secretaria de Saúde de Picos

Ascom   13/01/2018

O despacho do Juiz Federal determina que que o Município apresente, no prazo de 48 horas, o débito atualizado

Divulgação

clique para ver a foto em tamanho real

Juiz do Trabalho determina prazo para o Município efetuar o pagamento dos salários

 

O Juiz Titular da Vara do Trabalho, Ferdinand Gomes dos Santos, atendendo as denúncias do SINDSERM e o pedido do Ministério Público do Trabalho, encaminhou um parecer determinando que o Município apresente, no prazo de 48 horas, o débito atualizado dos salários atrasados dos profissionais da Saúde, bem como todas as verbas depositadas nas contas do Município, com ou sem destinação legal, passíveis de utilização para o cumprimento da decisão.

O despacho do Juiz Federal reitera que “expirado o prazo acima mencionado e não havendo o pagamento dos salários atrasados no prazo de 05 (cinco) dias, cumpra-se o item "F" da decisão que antecipou os efeitos da tutela, com a URGÊNCIA que o caso requer, diante da resistência injustificada do município em cumprir as obrigações de fazer impostas na decisão, proceda-se o bloqueio da importância de R$2.400.000,00 (dois milhões e quatrocentos mil reais) nas contas do município de Picos, além da aplicação da multa pessoal no valor de R$25.000,00 (vinte e cinco mil reais) cada, ao Sr. José Walmir de Lima, Prefeito Municipal, e a Sra. Maria do Socorro de Sousa Moura, Secretária Municipal de Saúde, a serem bloqueadas via BACENJUD".

Informação:  BACENJUD é um sistema que interliga a Justiça ao Banco Central e às instituição bancárias, para agilizar a solicitação de informações e o envio de ordens judiciais ao Sistema Financeiro Nacional, via internet.  foi criado por meio de convênio entre o Banco Central do Brasil e o Poder Judiciário.  O sistema é  operado pelo Banco Central do Brasil, tendo sido objeto de convênio celebrado com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) com vistas ao seu aperfeiçoamento e o incentivo de seu uso.  Por meio do BACENJUD os juízes, com senha previamente cadastrada, preenchem um formulário na  internet solicitando as informações necessárias a determinado processo  com o objetivo de penhora online ou outros procedimentos judiciais.  A partir daí, a ordem judicial é repassada eletronicamente para os bancos, reduzindo o tempo de tramitação do pedido de informação ou bloqueio e, em consequência, dos processos.

 

© 2010 Jornalista 292— Todos os direitos reservados.