CARNAVAL

Paredões de som serão permitidos no Corso de Teresina até a meia-noite

O Dia   12/01/2018

Associação Piauiense de Amantes de Som Automotivo irá realizar um cadastro, autorizando a participação máxima de 30 paredões de som

Moura Alves/ODIA

clique para ver a foto em tamanho real

Participantes de reunião debateram sobre a participação dos paredões de som no corso

 

Paredões de som irão desfilar durante a edição deste ano do Corso de Teresina. A decisão foi acordada hoje (11), durante uma reunião entre representantes da Fundação de Cultura Monsenhor Chaves, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito - Strans, a Associação Piauiense de Amantes de Som Automotivo – Apisom, e demais autoridades competentes. A proposta agora será avaliada e homologada pelo Ministério Público.

O presidente da Fundação de Cultura Monsenhor Chaves, Luis Carlos Alves, explica que a participação destes paredões de som será regulamentada. “Nós conversamos com a equipe de segurança e trânsito e vamos levar ao Ministério Público um pleito sobre a autorização dos paredões de som no corso. Fizemos uma preliminar e vamos discutir com o promotor do meio ambiente essa participação. É um pleito legítimo, desde que a participação seja normatizada. Eles são organizados e estão dispostos a tornar o corso mais alegre”, comenta.

Segundo o Coronel Jaime Oliveira, diretor de operações da Strans, que esteve presente também na reunião, foi definido que a Associação Piauiense de Amantes de Som Automotivo irá realizar um cadastro dos participantes, autorizando a participação máxima de 30 paredões de som. Ele explica ainda que após passarem pela avenida, os paredões serão concentrados em um local a ser definido com horário limite para ficarem ligados. “Depois do desfile vamos alocar eles em um espaço onde poderão ficaram ligados com som até meia-noite”, detalha.

Somente serão considerados paredões de som, segundo Rinaldo Race, presidente da Apisom, aqueles que possuem um veículo conduzindo um som em carreta. Os participantes selecionados irão abrir o desfile do corso. “Vamos desfilar antes dos caminhões. Iremos realizar uma filtragem. A proposta é que apenas paredões de som, carretas de puxadas por um veículo, participem. O carro precisa ser emplacado e possuir um condutor especifico que não ingira bebida alcoólica”, diz.

Mais uma reunião deve acontecer, dessa vez com o Ministério Público, junto com o promotor Sávio Carvalho, para a homologação da proposta. Na ocasião serão ainda acertados mais critérios para a participação dos paredões de som no desfle.

O Corso de Zé Pereira acontece no dia 03 de fevereiro, com início do percurso na Avenida Marechal Castelo Branco sentido Avenida Raul Lopes, zona Leste de Teresina. Outra novidade desta edição fica por conta da premiação, que será dividida em quatro categorias, “Caminhão animado”, “Caminhão criativo”, “Caminhão original” e “Caminhão estranho”. Cada vencedor leva o prêmio de R$ 10 mil.

 

© 2010 Jornalista 292— Todos os direitos reservados.