TERESINA

Transtorno Desafiador Opositor é tema de palestra com professores

292   06/12/2017

A síndrome afeta 3,3% da população mundial. No Brasil são mais de 150 mil casos por ano

Divulgação

clique para ver a foto em tamanho real

Transtorno Desafiador Opositor é tema de palestra com professores

 

As escolas da rede municipal de Teresina têm buscado formas de auxiliar o desenvolvimento dos alunos em um âmbito mais global, enfrentando os desafios que possam atrapalhar o desempenho de cada criança. No Centro Municipal de Educação Infantil Professor Júlio César Araújo de Oliveira, por exemplo, a gestão convidou parceiros para dialogar sobre o Transtorno Desafiador Opositor (TDO) no contexto escolar.

 

A síndrome gera um padrão de comportamentos negativistas e hostis, com casos de violações de normas sociais e direitos alheios. Entre os principais sintomas estão frequentes discursões com adultos, recusa em obedecer regras, irritação com facilidade, além de raiva, rancor e sentimento de vingança.

 

O neuropsicólogo José Francisco Pereira dos Santos explicou aos pais e professores que o Transtorno Desafiador Opositor afeta 3,3% da população mundial, e no Brasil são mais de 150 mil casos por ano. “É preciso estar atento aos sinais em casa e na escola. A criança com esse transtorno é intolerante à frustração e frequentemente responsabiliza os outros por seu erro ou mau comportamento”, afirmou.

 

Representantes da Divisão de Educação Inclusiva da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) também participaram da roda de conversa para troca de informações. De acordo com a diretora do CMEI, Nordely Ferreira, o encontro é mais uma iniciativa no sentido de incluir com amor. “Temos buscado parcerias, compartilhando saberes para atender nossas crianças e famílias da melhor forma. Acreditamos que conhecimento, carinho e respeito fazem toda a diferença”, destacou.

 

© 2010 Jornalista 292— Todos os direitos reservados.