TERESINA

Projeto Laboratório Maria da Penha realiza visita a instituições

292   12/05/2017

O projeto é desenvolvido pela Prefeitura Municipal de Teresina.

Divulgação

clique para ver a foto em tamanho real

Projeto Laboratório Maria da Penha realiza visita a instituições

 

Em sua segunda fase, os alunos que fazem parte do Projeto Laboratório Maria da Penha (LMP), realizam visitas às instituições que compõem a Rede de Atendimento e Enfrentamento à Violência Contra a Mulher, a fim de conhecer a realidade e funcionamento das instituições. Uma destas visitas aconteceu ontem(11) ao Centro de Referência a Mulher em Situação de Violência – Esperança Garcia.

O projeto é desenvolvido pela Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), através da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM) e o Núcleo de Promotorias de Defesa da Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar (NUPEVID), tem como objetivo capacitar os acadêmicos das instituições envolvidas no projeto, permitindo a potencialização de novas estratégias de promoção e concretização do enfrentamento à prática de violência contra mulher. Esse ano projeto é composto por 90 alunos, divididos nos cursos de Direito, Psicologia, Pedagogia, Enfermagem e Serviço Social.

A coordenadora do Centro, Roberta Mara recepcionou os alunos e explicou como funciona o serviço. “Hoje temos no centro acompanhamento psicológico, social e de orientação jurídica às mulheres em situação de violência. Além disso, é proporcionado o atendimento necessário para o fortalecimento das mulheres para que elas possam romper o ciclo da violência”, explica a coordenadora.

 A visita contou com a presença da turma que funciona na Universidade Federal do Piauí, sendo eles estudantes de enfermagem, pedagogia, psicologia e direito.

A estudante de psicologia, Jéssica Melo fala da importância do projeto. “Na graduação desenvolvi um pré-projeto onde pesquisei os índices de violência contra a mulher, quando vi o anúncio do Laboratório, vi a oportunidade de por em prática o que descobri com a pesquisa, o que irá contribuir para o meu crescimento profissional. Tem sido muito rico o conhecimento que estamos adquirindo, saímos da teoria e vamos pra prática ver a realidade das mulheres, e assim procurar intervenções que possam contribuir com esse grupo”, relata a aluna.

O projeto é dividido em fases, onde os alunos no primeiro momento estudam os artigos da Lei, em seguida visitam a Rede de Atendimento a Mulher em Teresina, na terceira acontece visitas ao Ministério Publico e o Tribunal de Justiça do Estado do Piauí para conhecer como se acontece as audiências, e por fim, os alunos desenvolve uma ação com a comunidade. A Secretaria da Mulher é responsável por articular as visitas institucionais e ação com a comunidade. Ao final do projeto os alunos recebem certificado com 60 horas aula.

 

© 2010 Jornalista 292— Todos os direitos reservados.