Publicidade  - piauieletro23

PIAUÍ

PI: mulher que sacava beneficio do pai que havia morrido tem pena aumentada

Ascom   23/01/2018

O Colegiado, acompanhando o voto da relatora, negou provimento à apelação da ré e deu provimento à apelação do MPF para reconhecer a continuidade delitiva e elevar a pena em dois terços.

 

O delito de estelionato praticado contra a Previdência Social, mediante a realização de saques depositados em favor de beneficiário já falecido, consuma-se a cada levantamento do benefício, caracterizando continuidade delitiva. Com base nesse entendimento, a 3ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) deu provimento à apelação do Ministério Público Federal (MPF) e negou provimento à apelação de uma mulher, que não teve a identidade revelada, que foi condenada à pena de um ano e quatro meses de reclusão pela prática de estelionato contra a Previdência Social.

Consta dos autos que a mulher recebeu indevidamente, por 30 meses, valores relativos ao benefício de amparo social destinado ao seu pai, induzindo e mantendo o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em erro, omitindo o falecimento do beneficiário. A sentença partiu da 1ª Vara da Seção Judiciária do Piauí, que condenou a ré à pena de um ano e quatro meses de reclusão pela prática do crime de estelionato tipificado no art. 171, § 3º, do Código Penal (CP).

O MPF apelou da sentença alegando que deve ser aplicada a causa de aumento da pena prevista no art. 71 do CP, referente ao crime continuado, pois a ré praticou o crime de estelionato majorado 30 vezes. Já a ré apelou alegando que agiu por estado de necessidade, porque o pai da acusada era o responsável pelo custeio das despesas da sua casa. A acusada argumentou ainda que o suposto prejuízo causado foi de R$ 11.730,27, valor inferior ao mínimo adotado pelo art. 1º, II, da Portaria MF n. 75/2012, onde é disposto que não será ajuizada execução fiscal de valor igual ou inferior a R$ 20 mil reais, requerendo o reconhecimento do princípio da insignificância.

A relatora do caso, desembargadora federal Mônica Sifuentes, esclareceu que a baixa renda não pode ser usada como motivo ou razão para o cometimento de delitos. “De acordo com o contexto probatório contido nos autos, a acusada tinha conhecimento da ilicitude do fato, de sorte que agiu de forma livre, deliberada e ciente da ilicitude da conduta”, afirmou a relatora.

A magistrada salientou ainda a jurisprudência dos tribunais quanto aos crimes de estelionato contra a Previdência Social, independentemente dos valores obtidos indevidamente pelo agente, é no sentido de que é impossível a aplicação do princípio da insignificância, pois o bem jurídico protegido é a sociedade como um todo e o patrimônio da coletividade dos trabalhadores, sendo certa a lesividade.

Quanto à apelação do MPF em relação à continuidade delitiva, a relatora ressaltou que o conjunto probatório nos autos permite concluir pela responsabilidade da ré. “A fraude, na espécie, foi praticada reiteradamente todos os meses, nas mesmas condições de tempo, lugar e maneira de execução, o que atrai a incidência do instituto da continuidade delitiva, previsto no artigo 71 do Código Penal”, finalizou a relatora.

O Colegiado, acompanhando o voto da relatora, negou provimento à apelação da ré e deu provimento à apelação do MPF para reconhecer a continuidade delitiva e elevar a pena em dois terços.

Comentar Enviar por e-mail Imprimir

Comentários:

Não há comentários para a matéria no momento.

Envie um comentário para a matéria.
Origem da mensagem: 54.92.160.119









Visual CAPTCHA


O JORNALISTA 292 não se responsabiliza pelas mensagens postadas como comentário das notícias, sendo estas de sua inteira responsabilidade, podendo, quando julgar algum comentário inadequado, inativá-lo ou excluí-lo de sua base de dados. Salvo confirmação de seus dados informados.

Mais Notícias:

:: Motorista de aplicativo tem carro alvejado a tiros ao deixar passageira na zona Sul

:: MP e PRF cumprem mandado de busca e apreensão na casa de prefeito de Cocal

:: Alargamento da BR-135 "derrete" com a primeira chuva

:: Neto ameaça agredir e beber sangue de avó no interior do Piauí

:: Marden Menzes relata na tribuna denuncia de policiais

:: Polícia prende dupla em Teresina após encontrar áudio com confissão de assalto

:: Padre Walmir exonera Coordenador da Defesa Civil Oliveiro Luz

:: Prefeitura de Picos arrecada mais de R$ 1,1 milhão com a Taxa de Iluminação Púbica nos meses de agosto e setembro

:: Suspeito posta foto dentro de carro roubado nas redes sociais e é reconhecido pelas vítimas

:: Vítima cai no golpe da Nota Piauiense e transfere R$ 5,5 mil para bandidos

:: Homem é baleado na frente de crianças em assalto

:: Viaturas das Polícias do Piauí podem parar por falta de combustível

:: Corpo de homem com hematomas é encontrado na Zona Rural

:: Por falta de gasolina, IML demora mais de 12 horas para recolher corpo em Teresina

:: 15 promotores são transferidos de comarcas por merecimento e antiguidade

+ Geral

Piaui

Alargamento da BR-135 "derrete" com a primeira chuva

18.10.2018

Mais de 40 pessoas já morreram no trecho piauiense da BR-135, em grande parte com a contribuição das péssimas condições da rodovia:

Piaui

Prefeitura de Picos arrecada mais de R$ 1,1 milhão com a Taxa de Iluminação Púbica nos meses de agosto e setembro

17.10.2018

Arrecadação no ano de 2018 já chega a mais de R$ 7,1 milhões de reais

Piaui

Viaturas das Polícias do Piauí podem parar por falta de combustível

17.10.2018

Os cartões de abastecimentos estão bloqueados a quase uma semana por falta de pagamento

Piaui

Por falta de gasolina, IML demora mais de 12 horas para recolher corpo em Teresina

11.10.2018

Funcionários que não quiseram se identificar informaram ao G1 que abasteceram veículos por contra própria. SSP foi procurada e informou que apura o caso.

Piaui

15 promotores são transferidos de comarcas por merecimento e antiguidade

11.10.2018

Os editais de remoção oferecem oportunidade de mobilidade na carreira aos membros do Ministério Público

LUTO

Jovem bióloga de Monsenhor Hipólito perde a luta contra o câncer

10.10.2018

Romária Matilde Pereira foi diagnosticada recentemente com câncer no estômago e desde então lutava contra a doença.

Piaui

Jovem é baleado na cabeça enquanto pilotava moto na Zona Sul de Teresina

10.10.2018

Vítima está no HUT em estado gravíssimo, sedado, respirando com ajuda de aparelhos e aguarda resultados para avaliação médica.

Piaui

Dono de oficina ferido em explosão não resiste e morre

10.10.2018

O estado de Francisco era considerado gravíssimo com mais de 90% do corpo queimado e queimaduras de 2° e 3° grau

Piaui

Morador que perdeu tudo chora e faz apelo após incêndio; assista vídeo

10.10.2018

“Perdi tudo, tudo. Não foi salvo nada. Quem tiver vontade de me ajudar, estou esperando”, falou sem conseguir conter o choro.

Piaui

Extrema pobreza avança no PI e atinge 9,5% das famílias

10.10.2018

O estudo, realizado pela Tendências Consultoria, foi divulgado nesta terça-feira (9)

ESPECIAIS

Editorial

Caciques massacrados nas urnas

09.10.2018

A lista é encabeçada pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Ela liderou todas as pesquisas de intenção de voto para o Senado, mas acabou em quarto lugar no resultado oficial do TSE.

publicidade livio5
Casa do Automóvel piauieletro Bio apaas Williamns Lopes5 Moreno Calçados 1 Alberto Lotação e Turismo4 eco honda6

JORNALISTA 292

Todos os artigos publicados, neste web site, são de inteira responsabilidade de seus autores, não refletindo obrigatoriamente a opinião do J292.

Desenvolvido por: Aroldo Santos – Soluções Web.