Publicidade  - Bio

PIAUÍ

PI: mulher que sacava beneficio do pai que havia morrido tem pena aumentada

Ascom   23/01/2018

O Colegiado, acompanhando o voto da relatora, negou provimento à apelação da ré e deu provimento à apelação do MPF para reconhecer a continuidade delitiva e elevar a pena em dois terços.

 

O delito de estelionato praticado contra a Previdência Social, mediante a realização de saques depositados em favor de beneficiário já falecido, consuma-se a cada levantamento do benefício, caracterizando continuidade delitiva. Com base nesse entendimento, a 3ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) deu provimento à apelação do Ministério Público Federal (MPF) e negou provimento à apelação de uma mulher, que não teve a identidade revelada, que foi condenada à pena de um ano e quatro meses de reclusão pela prática de estelionato contra a Previdência Social.

Consta dos autos que a mulher recebeu indevidamente, por 30 meses, valores relativos ao benefício de amparo social destinado ao seu pai, induzindo e mantendo o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em erro, omitindo o falecimento do beneficiário. A sentença partiu da 1ª Vara da Seção Judiciária do Piauí, que condenou a ré à pena de um ano e quatro meses de reclusão pela prática do crime de estelionato tipificado no art. 171, § 3º, do Código Penal (CP).

O MPF apelou da sentença alegando que deve ser aplicada a causa de aumento da pena prevista no art. 71 do CP, referente ao crime continuado, pois a ré praticou o crime de estelionato majorado 30 vezes. Já a ré apelou alegando que agiu por estado de necessidade, porque o pai da acusada era o responsável pelo custeio das despesas da sua casa. A acusada argumentou ainda que o suposto prejuízo causado foi de R$ 11.730,27, valor inferior ao mínimo adotado pelo art. 1º, II, da Portaria MF n. 75/2012, onde é disposto que não será ajuizada execução fiscal de valor igual ou inferior a R$ 20 mil reais, requerendo o reconhecimento do princípio da insignificância.

A relatora do caso, desembargadora federal Mônica Sifuentes, esclareceu que a baixa renda não pode ser usada como motivo ou razão para o cometimento de delitos. “De acordo com o contexto probatório contido nos autos, a acusada tinha conhecimento da ilicitude do fato, de sorte que agiu de forma livre, deliberada e ciente da ilicitude da conduta”, afirmou a relatora.

A magistrada salientou ainda a jurisprudência dos tribunais quanto aos crimes de estelionato contra a Previdência Social, independentemente dos valores obtidos indevidamente pelo agente, é no sentido de que é impossível a aplicação do princípio da insignificância, pois o bem jurídico protegido é a sociedade como um todo e o patrimônio da coletividade dos trabalhadores, sendo certa a lesividade.

Quanto à apelação do MPF em relação à continuidade delitiva, a relatora ressaltou que o conjunto probatório nos autos permite concluir pela responsabilidade da ré. “A fraude, na espécie, foi praticada reiteradamente todos os meses, nas mesmas condições de tempo, lugar e maneira de execução, o que atrai a incidência do instituto da continuidade delitiva, previsto no artigo 71 do Código Penal”, finalizou a relatora.

O Colegiado, acompanhando o voto da relatora, negou provimento à apelação da ré e deu provimento à apelação do MPF para reconhecer a continuidade delitiva e elevar a pena em dois terços.

Comentar Enviar por e-mail Imprimir

Comentários:

Não há comentários para a matéria no momento.

Envie um comentário para a matéria.
Origem da mensagem: 54.92.197.82









Visual CAPTCHA


O JORNALISTA 292 não se responsabiliza pelas mensagens postadas como comentário das notícias, sendo estas de sua inteira responsabilidade, podendo, quando julgar algum comentário inadequado, inativá-lo ou excluí-lo de sua base de dados. Salvo confirmação de seus dados informados.

Mais Notícias:

:: Professores do Estado deliberam sobre greve geral no Piauí

:: Bancários suspendem serviços e fazem atos em agências nesta segunda (19)

:: Estudante de 17 anos morre ao sofrer descarga elétrica em celular

:: Servidores Municipais de Picos protestam na sessão de abertura da Câmara de Vereadores

:: PM decide por expulsão de capitão acusado de matar namorada em Teresina

:: Líder de seita é investigada por trabalho escravo e exploração sexual de menores

:: Festa de Formatura

:: “Carnaval em Todo Canto”: Prefeitura de Teresina divulga programação dos bailes e blocos

:: MPPI recomenda que prefeituras em atraso com pagamento de servidores não apliquem recursos públicos em festas carnavalescas

:: Prefeitura de União planeja fechar quase metade das escolas da cidade

:: Bandidos dopam filhote de cachorro para invadir loja

:: ONG classifica deputado federal Assis Carvalho como pior político do Piauí

:: Solto por bom comportamento o ex-tenente do Exército que matou Iarla Barbosa

:: Cerca de R$ 600 mil já foram levados dos bancos em assaltos no Piauí em 2018

:: Julgamento de Assis Carvalho no TRF1 já tem data marcada para ser retomado

+ Geral

GREVE

Professores do Estado deliberam sobre greve geral no Piauí

19.02.2018

A categoria se reúne na manhã de hoje em assembleia para votar a proposta de reajuste encaminhada pelo Governo do Estado. Oito regionais já aprovaram a greve.

PROTESTO

Bancários suspendem serviços e fazem atos em agências nesta segunda (19)

19.02.2018

Diferente de outros estados que aderiram a greve nacional, o Sindicato dos Bancários no Piauí, até o momento, não aderiu ao movimento grevista

PIAUÍ

Estudante de 17 anos morre ao sofrer descarga elétrica em celular

19.02.2018

A PM informou ainda que no momento da ocorrência não chovia, mas havia alguns relâmpagos.

POLÍCIA

PM decide por expulsão de capitão acusado de matar namorada em Teresina

09.02.2018

Alisson Wattson da Silva Nascimento é acusado de feminicídio, ocultação de cadáver e fraude processual. Sem patente militar ele deve ser transferido para presídio comum.

POLÍCIA

Líder de seita é investigada por trabalho escravo e exploração sexual de menores

09.02.2018

Suspeita foi ouvida e negou as acusações. Ela foi liberada e polícia ainda analisa se abrirá inquérito e pedirá a prisão da mulher.

TERESINA

“Carnaval em Todo Canto”: Prefeitura de Teresina divulga programação dos bailes e blocos

07.02.2018

Mais de 40 blocos e bailes carnavalescos irão animar os quatro dias de folia

JUSTIÇA

MPPI recomenda que prefeituras em atraso com pagamento de servidores não apliquem recursos públicos em festas carnavalescas

07.02.2018

Cleandro Moura ressalta que não é aceitável a gastança de recurso público em festas carnavalescas

NOSSO PIAUÍ

Prefeitura de União planeja fechar quase metade das escolas da cidade

07.02.2018

Prefeito alega que fechar 36 das 80 escolas do município irá trazer economia e melhorar qualidade do ensino. Pais de alunos reclamam da distância entre suas casas e outras escolas.

ACIDENTE

Carro capota com piauienses aprovados no concurso da PM-MA

05.02.2018

Felipe Alencar, 20 anos, era um dos ocupantes do carro. Ele conta que o acidente ocorreu por volta das 21h, do último sábado (03).

São Luís

Terceiro candidato passa mal no TAF em São Luís; dois morreram

05.02.2018

Segundo informações o Imirante, o jovem teve uma crise de vômito e foi atendido por equipes médicas no local.

ESPECIAIS

Editorial

Festa de Formatura

09.02.2018

Era impressionante a luminosidade daquela festa feliz atrelada à grandiosidade do espaço

publicidade Mahogany6
Dr Wesley6 Dakota PROCORDIS 2 Camisetas3 Bio paoecafe9 Alberto Lotação e Turismo4 Eriberto5 MARA4 Mahogany eco Moreno Calçados 1

JORNALISTA 292

Todos os artigos publicados, neste web site, são de inteira responsabilidade de seus autores, não refletindo obrigatoriamente a opinião do J292.

Desenvolvido por: Aroldo Santos – Soluções Web.