Publicidade  - fotomarques2

ARTIGO

O Piauí deve uma indenização à família da menina morta por PMs

Zózimo Tavares   07/01/2018

Cidadeverde

clique para ver a foto em tamanho real

Os pais com a foto de Eduardo, morto pela polícia do Rio de Janeiro

O Piauí não pode aceitar essa injustiça, essa essa vergonha e essa desumanidade!

 

Aí por volta de meados de abril de 2015, eu recebia uma ligação telefônica do deputado federal Paes Landim (PTB-PI), com uma informação e um apelo. A informação: em um encontro casual, o governador do Rio, Pezão (PMDB), havia lhe antecipado que o Estado do Rio de Janeiro pagaria uma pensão para a família de Eduardo, um menino de 10 anos, filho de piauienses, morto durante uma operação policial. O apelo: que eu fizesse o registro na imprensa do Piauí sobre a decisão do governo fluminense. Fiz.

Eduardo de Jesus Ferrreira foi morto por engano no dia 2 de abril de 2015, uma quinta-feira da Semana Santa, durante uma operação no Areal, no Complexo do Alemão, conjunto de favelas da zona Norte do Rio.

Já no dia 12 de junho, a imprensa do Rio e de São Paulo registrava que o Governo do Estado do Rio de Janeiro havia pago aos pais do menino a indenização por danos materiais e morais.

Rito sumaríssimo

Em nota, o Governo do Rio informava que "o processo correu em rito sumaríssimo" e os recursos já estavam na conta bancária da mãe, Terezinha Maria de Jesus, e do pai de Eduardo, José Maria Ferreira de Souza, ambos da região de Corrente do Piauí.

Além das indenizações, cujo valor não foi revelado "a fim de preservar a família", o acordo com a Defensoria Pública, que representava os pais do menino, fixou o pagamento de pensão mensal à família a partir de 17 de setembro de 2018, quando Eduardo completaria 14 anos de idade, até 17 de setembro de 2069, quando ele completaria 65 anos.

Perda impagável

"Sei que nada vai reparar a perda e aliviar a dor e o sofrimento dos pais do menino Eduardo, mas a indenização é o mínimo que o Estado pode fazer para ajudar a família a reconstruir suas vidas", afirmou o governador Luiz Fernando Pezão.

O governo informou ainda ter arcado com as despesas do traslado e sepultamento do corpo do menino Eduardo de Jesus para o Piauí, onde foi enterrado, além da viagem dos pais e irmão ao Estado.

 "Além disso, técnicos da Secretaria estadual de Assistência Social estão prestando assistência e amparo psicológico à família do menino", afirmou a administração estadual do Rio em nota.

Caso Emile

O Piauí, através de suas lideranças políticas e de suas instituições, como o Ministério Púbico, a Defensoria Pública e a OAB, estão no dever de cobrar com urgência ao Governo do Estado as mesmas medidas que o Governo do Rio de Janeiro adotou em relação à família do menino Eduardo. Ou seja, o pagamento de indenização e de pensão para a família de Emile, 9 anos, a menina morta por policiais militares, na noite do dia de Natal, em Teresina, durante uma desastrada abordagem.

O carro em que a criança andava com o pai, a mãe e mais duas irmãzinhas dela - uma de colo, com oito meses - foi crivado de bala por dois policiais, mesmo com o motorista ligando a seta para sinalizar que iria estacionar. Parou e recebeu uma bala na cabeça. Sua mulher, que conduzia a filinha de oito meses no colo, foi ferida levemente no braço. E Emile foi atingida mortalmente.

A menina teve tórax e costela perfurados à bala. As duas outras crianças escaparam milagrosamente.

Injustiça e vergonha

O Governo do Estado deve uma indenização e uma pensão também para o pai da vítima, o músico Evandro Costa, 31 anos, pelo menos enquanto ele não puder trabalhar, pois perdeu a audição de um dos ouvidos e sofre o trauma psicológico da tragédia. A família é muito modesta e vive hoje da caridade pública.

Que o exemplo do governador Pezão toque o coração do governador Wellington Dias!

O Piauí não pode aceitar essa injustiça, essa essa vergonha e essa desumanidade!

Comentar Enviar por e-mail Imprimir

Comentários:

Não há comentários para a matéria no momento.

Envie um comentário para a matéria.
Origem da mensagem: 54.198.142.121









Visual CAPTCHA


O JORNALISTA 292 não se responsabiliza pelas mensagens postadas como comentário das notícias, sendo estas de sua inteira responsabilidade, podendo, quando julgar algum comentário inadequado, inativá-lo ou excluí-lo de sua base de dados. Salvo confirmação de seus dados informados.

Mais Notícias:

:: Ciro Nogueira declara que não quer sua imagem ligada ao Pe. Walmir Lima

:: Um desastre chamado Padre Walmir

:: À Lanterna Será Uma das Atrações do Aniversário do Jornalista 292

:: Palestra “transforme sua mente e melhore seu relacionamento” será realizada em Picos

:: Giuliana Albano canta em Picos dia 6 de Setembro

:: Família de cantora gospel morre esmagada por carga de laranjas

:: Prefeitura empossa novos secretários

:: Ao lado de Mão Santa, Luciano Nunes cumpre agenda na região Norte

:: Polícia resgata três crianças e prende seis adultos em "boca de fumo" no Piauí

:: Dois homens morrem após confundirem veneno com cachaça em Teresina

:: TSE autoriza envio de tropas da Força Federal para Picos e mais 113 municípios do Piauí nas eleições

:: MP-PI e MPF pedem bloqueio de mais de R$ 1 milhão para pagar dívidas da Maternidade Evangelina Rosa

:: Golpistas clonam contas do Whatsapp e pedem dinheiro para contatos das vítimas no Piauí

:: Servidores da Eletrobras param atividades em protesto contra leilão

:: Empresário é baleado durante tentativa de assalto

+ Editorial

Picos

Um desastre chamado Padre Walmir

18.09.2018

Citando o nome de lideranças locais como Gil Paraibano e Zé Neri, o senador alegou que o prefeito não tem condições de representar o povo

ARTIGO

Na política, padres encontram escândalos, processos e cadeia no Piauí

15.07.2018

Mas estes casos mostram, antes de tudo, que os padres precisam fazer menos política e rezar mais.

Política

O festival da mamata assola o país

12.07.2018

Câmara, Senado e STF aproveitam o intervalo entre Copa e eleição para praticar o esporte favorito de Brasília: criar privilégios para poucos, pagos com o dinheiro de todos nós

ARTIGO

Quem ganha com a desmoralização da Justiça?

10.07.2018

A sua presidente, a ministra Cármen Lúcia, se limitou a emitir uma nota xoxa e não tomou qualquer decisão.

ARTIGO

Vergonha alheia: de tão banal, a corrupção já não escandaliza

05.07.2018

Infelizmente, no Brasil, as pessoas se acostumaram com os escândalos

ARTIGO

Campanha para baixar imposto dos combustíveis começa com erros

31.05.2018

E o Governo do Estado já avisou que não baixa o imposto dos combustíveis nem que a vaca tussa.

ARTIGO

Uma nova farra de criação de municípios

22.05.2018

E, no final, todos os brasileiros pagam mais essa conta

ARTIGO

E a Barragem de Castelo, ó!

16.04.2018

Continuou o mesmo verão de promessa e seguiu-se um apagão. Ninguém mais falou no assunto

ARTIGO

Entre o bom senso e a loucura

06.04.2018

Lula tem mais é que se entregar

ARTIGO

Deputado sem mordomia e com salário baixo

21.03.2018

Essas regalias e tantas outras mordomias concedidas de mão beijada aos parlamentares brasileiros já estão tão naturalizadas que ninguém mais estranha.

ESPECIAIS

Editorial

Um desastre chamado Padre Walmir

18.09.2018

Citando o nome de lideranças locais como Gil Paraibano e Zé Neri, o senador alegou que o prefeito não tem condições de representar o povo

publicidade Alberto Lotação e Turismo6
piauishopping4 Bio eco piauieletro Dr Wesley6 Williamns Lopes5 apaas honda6 Alberto Lotação e Turismo4 Moreno Calçados 1 Casa do Automóvel

JORNALISTA 292

Todos os artigos publicados, neste web site, são de inteira responsabilidade de seus autores, não refletindo obrigatoriamente a opinião do J292.

Desenvolvido por: Aroldo Santos – Soluções Web.