Publicidade  - Bio

Política

Diretor da J&F diz que senador Ciro Nogueira recebeu R$ 42 milhões em doações para o PP

G1   21/05/2017

Divulgação

clique para ver a foto em tamanho real

Ciro Nogueira

Ricardo Saud cita o pagamento de R$ 2,5 milhões em espécie ao senador feito por um supermercado de Teresina.

 

O senador Ciro Nogueira (PP) foi citado novamente em delações por recebimento de doações para a campanha de 2014. Dessa vez, Ricardo Saud, diretor de relações institucionais e governo no grupo J&F dono do frigorífico JBS, menciona o pagamento de R$ 42 milhões ao Partido Progressista, do qual Ciro Nogueira é presidente nacional, e que as tratativas se deram diretamente com o parlamentar piauiense.

A propina paga, segundo o delator, seria para a compra de vários partidos para garantir apoio e fortalecer a campanha Dilma-Temer. Ricardo Saud conta que teve um pagamento no valor de R$ 2,5 milhões ao senador Ciro Nogueira em espécie feito por um supermercado em Teresina, mas não soube dizer quem retirou e entregou o dinheiro.

“Praticamente o Ciro pediu todas as doações, ou então, 95% foram feitos de forma dissimulada propina depositada na conta do partido nacional e de lá ele distribuía. Teve um pagamento só dele em espécie que foi de R$ 2,5 milhões que foi feito por um supermercado lá de Piauí, que aí eu não posso falar quem tirou e quem entregou. Ele mesmo organizou isso e nós fomos depois e quitamos a nota fiscal do supermercado que já ia mesmo pagar a gente”, relatou Ricardo Saud, sem mencionar o nome do supermercado.

Na delação, o diretor da J&F afirma ainda que todos os partidos tinham certeza de que se tratava de propina paga pelo PT. Joesley Batista, empresário e dono da JBS contou, também em depoimento, que o PT tinha uma conta corrente, e Ricardo deveria fazer a distribuição.

A reportagem procurou o senador Ciro Nogueira, mas foi informada por sua assessoria de imprensa que o parlamentar ainda não havia se pronunciado sobre a delação dos executivos.

Declarações envolvendo ministros de Estado, deputados e senadores, que têm foro privilegiado no STF, estão agora sob análise do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que não tem prazo para decidir o que fazer. Ele pode arquivar as citações, pedir abertura de novos inquéritos ou a inclusão em investigações em andamento.

Inquérito

O senador já havia sido mencionado em delações premiadas de executivos e ex-executivos da Odebrecht. O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou em abril passado a abertura de um inquérito sobre Ciro Nogueira. O presidente nacional do PP é suspeito de receber R$ 1,6 milhão, divididos entre os anos de 2010 e 2014, para sua campanha eleitoral e para o próprio partido.

O caso faz parte de investigações pedidas pela Procuradoria-Geral da República (PGR) com base nas delações premiadas de executivos e ex-executivos da Odebrecht.

Segundo o Ministério Público, Nogueira procurou José de Carvalho Filho, Cláudio Melo Filho, Benedicto Barbosa da Silva Júnior e Carlos José Fadigas de Souza Filho para solicitar quantias para sua campanha eleitoral e para o PP. O senador recebeu R$ 300 mil em 2010, quando ainda era deputado federal, e R$ 1,3 milhão em 2014, parcelado em duas vezes.

Na época, a defesa de Ciro Nogueira declarou ao "Jornal Nacional" que o senador reconhece que, como presidente do partido, ele era responsável por fazer os pedidos para a Odebrecht, mas nega peremptoriamente que ele tenha recebido qualquer valor irregular.

Comentar Enviar por e-mail Imprimir

Comentários:

Não há comentários para a matéria no momento.

Envie um comentário para a matéria.
Origem da mensagem: 54.224.230.51









Visual CAPTCHA


O JORNALISTA 292 não se responsabiliza pelas mensagens postadas como comentário das notícias, sendo estas de sua inteira responsabilidade, podendo, quando julgar algum comentário inadequado, inativá-lo ou excluí-lo de sua base de dados. Salvo confirmação de seus dados informados.

Mais Notícias:

:: Comunidade do Parque Exposição recebe visita de profissionais da saúde para mutirão da hanseníase

:: Estado controla motim na Penitenciária de Floriano

:: Governador diz que finanças chegam no “osso” e anuncia novos cortes

:: Padre Walmir empossa membros do Conselho Municipal de Política Cultural

:: Picos: Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência é comemorado pela Associação Piauiense de Atenção e Assistência em Saúde (APAAS)

:: Hugo Victor contesta oposição e garante que auditoria do Denassus na Saúde está suspensa

:: Deputado Nerinho participa de inauguração de UBS em Geminiano

:: Secretário de Justiça recebe agentes penitenciários e trata sobre melhorias para servidores e presídios

:: Poluição Sonora: SEMAM realiza capacitação

:: Levantamento da Prefeitura aponta que é inviável reajuste de salários dos servidores

:: Quadrilha suspeita de explodir banco na Prefeitura de Picos é presa

:: Secretaria de Saúde adverte sobre os cuidados em relação à caxumba

:: Teresina vence concurso “Cidade para as pessoas”

:: Vídeo: empresária sofre sequestro relâmpago e tem R$ 30 mil roubados

:: Delegado investigado por falsificar notas e recibos ostenta em redes sociais

+ Política

Política

Governador diz que finanças chegam no “osso” e anuncia novos cortes

21.09.2017

Com seu otimismo peculiar, o governador participou da solenidade de assinatura do decreto que oficializou a carnaúba como árvore símbolo do Estado

Reviravolta

Hugo Victor contesta oposição e garante que auditoria do Denassus na Saúde está suspensa

20.09.2017

Presidente da Câmara acusa oposição de fazer denúncias falsas para prejudicar o prefeito Padre Walmir

Política

Novos vereadores serão empossados, após TRE constatar fraude em eleição

12.09.2017

Com a decisão, a Câmara de vereadores perderá seis dos 11 parlamentares da Câmara.

TERESINA

Câmara aprova lei que proíbe multas em Teresina durante a madrugada

05.09.2017

O projeto de Lei segue para segunda votação nesta quarta-feira (06).

Política

Firmino faz transmissão de cargo e Luís Júnior assume a Prefeitura

28.08.2017

O prefeito viajou para Estocolmo, na Suécia, para participar do 8º Fórum Mundial da Água

Política

Vereador que substituiu prefeita cassada no Piauí pode perder mandato

28.08.2017

Toe era o presidente da Câmara e assumiu o cargo de prefeito após a cassação de Chirlene de Souza Araújo

Política

Senadora chora após decisão judicial que mantém vídeo em que é chamada de "semianalfabeta"

24.08.2017

Regina Sousa (PT-PI) comentou decisão judicial do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF) que manteve vídeo no qual a parlamentar era chamada de "anta" e "cretina"

Política

Belê propõe e Assembleia aprova medalha ao pastor Luís Pereira

23.08.2017

Belê destacou na obra de Luís Pereira a construção de templos em todos os bairros e povoados de Picos

Política

Belê Medeiros lembra Semana da Pessoa com Deficiência em Picos

23.08.2017

O deputado Dr. Pessoa (PSD) elogiou os temas que a oradora tem levado para a tribuna

Política

Wellington Dias condena denuncismo e baixaria em pré-campanha para 2018

23.08.2017

Wellington declarou ainda que nas eleições de 2014 foram 81 processos arquivados, pois eram mentirosos

ESPECIAIS

Editorial

Nada de PT, PMDB ou PSDB. Maior partido é o da JBS. Depois, o da Odebrecht.

25.05.2017

Na prática, tinham governos e governantes debaixo do braço. Como poderia ser diferente?

publicidade Casa do Automóvel
PROCORDIS 2 apaas piauieletro Kildary6 brilhante Bio paoecafe9 Casa do Automóvel Camisetas3 recanto honda6 Mahogany

JORNALISTA 292

Todos os artigos publicados, neste web site, são de inteira responsabilidade de seus autores, não refletindo obrigatoriamente a opinião do J292.

Desenvolvido por: Aroldo Santos – Soluções Web.