Publicidade  - Bio

OPINIÃO

Promotores abandonam investigação

Zozimo Tavares   25/01/2012

O subprocurador e os três promotores de Justiça decidiram ingressar, então, com ação em Brasília para impedir a transferência do caso para a polícia estadual

O subprocurador de Justiça, Alípio Santana, e mais três promotores - Silas Sereno Lopes, Ana Isabel de Alencar Mota Dias e Galeno Aristóteles Coelho de Sá - pediram desligamento do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado. O fato tem a ver com as investigações contra deputados estaduais, segundo divulgou ontem o portal cidadeverde.com.

O Tribunal de Justiça do Piauí, atendendo recurso impetrado pelos parlamentares, retirou a investigação da área da Polícia Federal para a Polícia Civil. Os deputados alegaram que a Assembleia não manuseou recursos federais, daí porque não haveria razão para que a apuração fosse conduzida pela PF.

Além disso, a Assembleia reconheceu e pagou débitos previdenciários identificados na operação, de modo a descaracterizar eventuais crimes federais que viessem a justificar a presença da PF na Casa. O Tribunal acatou o pedido dos deputados e a investigação foi transferida para a Polícia Civil.

O subprocurador e os três promotores de Justiça decidiram ingressar, então, com ação em Brasília para impedir a transferência do caso para a polícia estadual. Eles argumentaram que a Polícia Federal teria mais estrutura e também mais imparcialidade para investigar os parlamentares piauienses.

O impasse se deu em razão de a Procuradoria Geral de Justiça ter se manifestado a favor do encaminhamento do inquérito para a Polícia Civil, para dar andamento às investigações. A composição do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado é de livre nomeação da procuradora-geral de Justiça, Zélia Saraiva.

As investigações na Assembleia Legislativa foram iniciadas no ano passado pela Polícia Federal, após sinal vermelho do Coaf  (Conselho de Controle de Atividade Financeira), que teria identificado movimentações financeiras consideradas "atípicas" no valor de R$ 120 milhões, no ano de 2008.

O processo corre em segredo de justiça. Alguns dos sete parlamentares acusados já foram julgados pelo Tribunal de Justiça, e inocentados.

Comentar Enviar por e-mail Imprimir

Comentários:

DAVID

26.01.2012 / 12:24:07

david10@bol.com.br

MINISTÉRIO PÚBLICO OMISSO E CONIVENTE!!!

Alberto Nunes

25.01.2012 / 11:40:58

albertonunes77@hotmail.com

Somente a Polícia Federal poderia desatar o nó e prender os responsáveis. Retiraram esse encargo da Federal para dar no que deu. Agora estamos em casa... A quadrilha poderá trabalhar com tranquilidade...

Envie um comentário para a matéria.
Origem da mensagem: 54.162.136.26









Visual CAPTCHA


O JORNALISTA 292 não se responsabiliza pelas mensagens postadas como comentário das notícias, sendo estas de sua inteira responsabilidade, podendo, quando julgar algum comentário inadequado, inativá-lo ou excluí-lo de sua base de dados. Salvo confirmação de seus dados informados.

Mais Notícias:

:: Incêndio criminoso destrói troféu de piauiense no Soletrando

:: Wellington autoriza melhorias para Vila Nova, Santa Cruz, Floresta e Dom Expedito Lopes

:: Homem sobe em torre de 80m e pede renúncia de Michel Temer

:: Fugitivos da Penitenciária de Parnaíba e Casa de Custódia são capturados

:: Mulher é presa e confessa ter matado marido com uma facada

:: Nada de PT, PMDB ou PSDB. Maior partido é o da JBS. Depois, o da Odebrecht.

:: Piauí cumpre mandados e monta barreiras durante Operação Brasil Mais Seguro

:: Parceiros realizam ação do Maio Amarelo na Praça do Marquês

:: Equipes do “Posso Ajudar” distribuem material informativo na Zona Sul e no centro

:: Escola Municipal Machado de Assis estimula leitura entre estudantes

:: Sobre a Uber, Firmino Filho foi enfático. “A prefeitura é obrigada a ser contra qualquer transporte clandestino"

:: PMT apóia passeio ciclístico para divulgação da Caminhada da Fraternidade

:: Concurso de Livros H. Dobal é lançado pela Prefeitura de Teresina e premiação é de R$100 mil

:: Meninas passaram mal ao tomar remédio oferecido por colega

:: PSB percorre municípios para discutir formação política

+ Brasil

ARTIGO

Violência entra na campanha

08.09.2014

A pesquisa mostra que, entre 2000 e 2010, a taxa de homicídios cresceu 119,5% em Teresina e 436,3% no interior.

ARTIGO

O governismo do PT

10.02.2012

A legenda tem crescido nas cidades pequenas e médias, mas acompanha com maior atenção o grupo de 118 municípios com mais de 150 mil eleitores (à exceção de Palmas, com 140.245),

OPINIÃO

Ensino reprovado

09.02.2012

A exemplo do que ocorre em outros rankings, alguns pequenos municípios se destacam, como Cândido Rodrigues, em São Paulo, e Cocal dos Alves, no Piauí.

ARTIGO

Por que Dilma não veio

06.02.2012

Desde o fechamento do aeroporto de Floriano, os aviões que vão para a região aterrissam e decolam em Jerumenha, num campo de pouso

ARTIGO

Carnaúba perde seu maior defensor

01.02.2012

Ser um homem de bem, dedicado à família, ao trabalho e aos amigos, foi sem dúvida o que o diferenciou entre seus contemporâneos e o fará viver na lembrança e na saudade

OPINIÃO

A luta contra as drogas

31.01.2012

O fechamento dos CSUs retirou da juventude opções saudáveis de lazer, esporte, cultura e convivência social.

OPINIÃO

Reviravolta em Oeiras

23.01.2012

As últimas tiveram e as próximas terão dois filhos dos velhos caciques na disputa, um de cada. O povo, pelo visto, gosta! E a terra, como canta seu hino, segue invicta!

ARTIGO

Lição que não aprendemos

21.01.2012

Os personagens dessa história: Petrônio Portella, Pedro da Silva Ribeiro e Paulo Nunes. A escola é a Eurípides de Aguiar, no bairro Marquês

OPINIÃO

Burocrata em primeiro lugar

19.01.2012

Ora, e desde quando é proibido que os alunos da rede pública frequentem escola bem localizada e com boa estrutura?

OPINIÃO

Um exemplo a ser seguido

18.01.2012

A contratação de bandas de fora, com dinheiro público, implica também a alienação de valores locais

ESPECIAIS

Editorial

Nada de PT, PMDB ou PSDB. Maior partido é o da JBS. Depois, o da Odebrecht.

25.05.2017

Na prática, tinham governos e governantes debaixo do braço. Como poderia ser diferente?

publicidade Alberto Lotação e Turismo4
Casa do Automóvel piauieletro PROCORDIS 2 apaas Camisetas3 brilhante honda6 rsa4 Bio paoecafe9 Kildary6 Alberto Lotação e Turismo4

JORNALISTA 292

Todos os artigos publicados, neste web site, são de inteira responsabilidade de seus autores, não refletindo obrigatoriamente a opinião do J292.

Desenvolvido por: Aroldo Santos – Soluções Web.