Publicidade  - rsa2

OPINIÃO

O não de Wilson à desoneração

Zozimo Tavares   10/01/2012

cidadeverde

clique para ver a foto em tamanho real

Governador Wilson Martins

O que o governo não vê sentido é na proposta de desoneração do ICMS para o transporte coletivo, pelas razões já expostas

O governador Wilson Martins está absolutamente convencido do acerto de sua decisão de não reduzir ICMS para o transporte público de Teresina, a chamada desoneração. Nesse aspecto, o governo avalia que já dá um tratamento diferenciado para a capital, que recebe mais da metade do total dos repasses do imposto transferidos para os municípios. Somente no ano passado, foram depositados na conta da Prefeitura mais de R$ 220 milhões.

O governo faz esses repasses, na forma da lei, levando em conta que Teresina é também o maior arrecadador do Estado. E não fica atrás de saber como a Prefeitura está aplicando esses recursos. Como não vai atrás de saber também como se dá a aplicação nos demais municípios. Esse papel é dos órgãos de fiscalização e controle e da própria população.

Além de fazer os repasses mais volumosos de ICMS para Teresina, o Governo do Estado avalia, também, que, no Governo Wilson Martins, tem feito muito pela mobilidade urbana na capital. Como exemplos, são citadas a ponte do Mocambinho e a ampliação da ponte da avenida Frei Serafim, a ser iniciada brevemente.

Outra obra importante para o trânsito de Teresina, também bancada pelo governo estadual, é o rodoanel, projeto já lançado pelo governador Wilson Martins, com um custo estimado em R$ 100 milhões. Será a maior intervenção no tráfego da capital dos últimos 15 anos. O governo se dispõe a outras parcerias na área com a Prefeitura.

O que o governo não vê sentido é na proposta de desoneração do ICMS para o transporte coletivo, pelas razões já expostas. Pela avaliação do governo, se a Prefeitura quer reduzir tributo, que baixe o ISS - um imposto municipal - ou reveja a questão das gratuidades e das meias passagens, como acena o prefeito Elmano Férrer.

O governo dispõe de cópia de uma lei municipal de 2010, sancionada já pelo atual prefeito, que estende aos estudantes de pós-graduação o direito ao desconto de 50% nos ônibus. Isso vai aumentando o total de beneficiado e, no final, encarecendo a tarifa. Pela lei, policiais civis e militares têm direito ao passe livre nos ônibus. Segundo o governo, a maioria dos policiais hoje tem moto e não usa ônibus. Porém, a tarifa é calculada como se todos andassem de ônibus.

Eis, enfim, uma boa discussão sobre a realidade do transporte público de Teresina.

Comentar Enviar por e-mail Imprimir

Comentários:

Não há comentários para a matéria no momento.

Envie um comentário para a matéria.
Origem da mensagem: 54.162.108.167









Visual CAPTCHA


O JORNALISTA 292 não se responsabiliza pelas mensagens postadas como comentário das notícias, sendo estas de sua inteira responsabilidade, podendo, quando julgar algum comentário inadequado, inativá-lo ou excluí-lo de sua base de dados. Salvo confirmação de seus dados informados.

Mais Notícias:

:: Parabéns ao Jovem Guilherme Araújo, pela aprovação no exame da OAB- SP

:: Picos: Homem é preso transportando madeira com documento falso

:: Pesquisadores da Alemanha realizarão pesquisas sobre trânsito em Picos

:: Seminaristas da Diocese de Picos serão admitidos às Ordens Sacras

:: Morto em briga de gangue em Teresina já foi preso 10 vezes

:: Após 35 mortes em seis meses, prefeitos cobram ao DNIT soluções para BR-135

:: TCE-PI acata recurso e aprova as contas de Gil Paraibano

:: Casada e mãe, Stefhany Absoluta se dedica à carreira gospel

:: Irmã de garota morta por namorado está com traumatismo craniano

:: Juiz usa decisão do STJ e condena menores por estupro coletivo em Uruçui

:: Tenente do Exército confessa em depoimento ter matado namorada, diz polícia civil

:: Fardados de carteiros, homens assaltam agência dos Correios em Piripiri

:: Teresina recebe investimento em recuperação de pavimentação e canaletas

:: Secretaria da Mulher recebe intercambistas de Hong Kong e da Colômbia

:: Professor cria projeto para ensinar a refletir sobre conteúdo de geografia

+ Brasil

ARTIGO

Violência entra na campanha

08.09.2014

A pesquisa mostra que, entre 2000 e 2010, a taxa de homicídios cresceu 119,5% em Teresina e 436,3% no interior.

ARTIGO

O governismo do PT

10.02.2012

A legenda tem crescido nas cidades pequenas e médias, mas acompanha com maior atenção o grupo de 118 municípios com mais de 150 mil eleitores (à exceção de Palmas, com 140.245),

OPINIÃO

Ensino reprovado

09.02.2012

A exemplo do que ocorre em outros rankings, alguns pequenos municípios se destacam, como Cândido Rodrigues, em São Paulo, e Cocal dos Alves, no Piauí.

ARTIGO

Por que Dilma não veio

06.02.2012

Desde o fechamento do aeroporto de Floriano, os aviões que vão para a região aterrissam e decolam em Jerumenha, num campo de pouso

ARTIGO

Carnaúba perde seu maior defensor

01.02.2012

Ser um homem de bem, dedicado à família, ao trabalho e aos amigos, foi sem dúvida o que o diferenciou entre seus contemporâneos e o fará viver na lembrança e na saudade

OPINIÃO

A luta contra as drogas

31.01.2012

O fechamento dos CSUs retirou da juventude opções saudáveis de lazer, esporte, cultura e convivência social.

OPINIÃO

Promotores abandonam investigação

25.01.2012

O subprocurador e os três promotores de Justiça decidiram ingressar, então, com ação em Brasília para impedir a transferência do caso para a polícia estadual

OPINIÃO

Reviravolta em Oeiras

23.01.2012

As últimas tiveram e as próximas terão dois filhos dos velhos caciques na disputa, um de cada. O povo, pelo visto, gosta! E a terra, como canta seu hino, segue invicta!

ARTIGO

Lição que não aprendemos

21.01.2012

Os personagens dessa história: Petrônio Portella, Pedro da Silva Ribeiro e Paulo Nunes. A escola é a Eurípides de Aguiar, no bairro Marquês

OPINIÃO

Burocrata em primeiro lugar

19.01.2012

Ora, e desde quando é proibido que os alunos da rede pública frequentem escola bem localizada e com boa estrutura?

ESPECIAIS

Editorial

Nada de PT, PMDB ou PSDB. Maior partido é o da JBS. Depois, o da Odebrecht.

25.05.2017

Na prática, tinham governos e governantes debaixo do braço. Como poderia ser diferente?

publicidade Alberto Lotação e Turismo6
Moreno Calçados 1 Kildary6 clinica11 honda6 paoecafe9 apaas Bio piauieletro PROCORDIS 2 Camisetas3 brilhante Alberto Lotação e Turismo4

JORNALISTA 292

Todos os artigos publicados, neste web site, são de inteira responsabilidade de seus autores, não refletindo obrigatoriamente a opinião do J292.

Desenvolvido por: Aroldo Santos – Soluções Web.